Imagem capa - #ConversaEspecial - Expectativas vs. Realidade: o confronto entre o que se imagina e o encontrado em um casamento. por Marcelo Renda
Conversa Especial

#ConversaEspecial - Expectativas vs. Realidade: o confronto entre o que se imagina e o encontrado em um casamento.

Hoje o assunto preparado pela psicóloga Beatriz Branco é seríssimo: o confronto entre o que se imagina e o que se encontra em um casamento. Como não se deixar levar por expectativas demais, e sofrer na hora de encarar a realidade?


-


Não é difícil encontrar por aí casais que nutrem grandes expectativas sobre o que o laço matrimonial significa, enxergando grandes significados por trás de todo e qualquer gesto do(a) parceiro(a), fazendo grandes planos para a vida de casado e fantasiando sobre um casamento perfeito, sem brigas, dificuldades, estresses ou dúvidas. 


O problema surge principalmente quando esse casal se vê casado de verdade e começa a compreender que há muita diferença entre a fantasia e a realidade. Em um casamento real, é necessário ter espaço e também respeitar o espaço do outro, dialogar com o(a) parceiro(a) quando surge uma dificuldade e, assim, buscar uma solução que funcione para ambas as partes, compreender que nem sempre os dois vão estar felizes, animados e dispostos, já que todos temos dias ruins, entre tantas outras coisas. 


Enquanto no casamento idealizado tudo é sempre perfeito e funciona de acordo com o plano, casamentos reais contam com imprevistos, dificuldades financeiras e relacionais, famílias com as quais seja difícil conviver (pois é, um casamento não é só um casal!), crises, doenças, brigas e a necessidade de entrar em acordos e, por vezes, estabelecer regras que possam nortear o funcionamento da relação.




E aí você pode perguntar: como saber se estou nutrindo expectativas irreais sobre meu futuro casamento? Um bom começo é se perguntar o que você espera de uma união estável e quais dessas expectativas parecem boas demais para serem verdade. Por exemplo, imaginar que quando forem oficialmente casados, seu parceiro/sua parceira não vai mais exibir aquele comportamento que te incomoda, ou que vocês não vão mais discutir sobre aquele assunto que sempre volta… 


Um casamento não pode representar a resolução de todos os problemas pré-existentes na relação do casal, porque isso não condiz com a realidade. O que incomoda, machuca ou traz dúvidas na relação antes do casamento precisa ser resolvido antes do casal dar o próximo passo, caso contrário será trazido para o casamento do mesmo jeito e não será resolvido só com a mágica da cerimônia e da troca de votos. 


Tem dúvidas sobre o que um casamento realmente significa e como manter o pé no chão sobre essa nova etapa? Pesquise, converse com amigos e familiares sobre a realidade da vida a dois e se, necessário, busque auxílio psicológico (individual ou para você e seu parceiro/sua parceira) para compreender exatamente quais são os pontos fortes e os pontos fracos dessa relação e o que vocês estão levando para o altar com vocês!

-


Já sabe, né? Compartilhe com seu amor esse texto, para estarem preparados pra tudo!